Rondônia, segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
 
 

NA ÉPOCA EM QUE O NORMAL SERIA CONTRATAR, EM RONDÔNIA, O COMÉRCIO ESTÁ DEMITINDO | Imagemnews.com.br Agência Imagemnews - Jornal Eletrônico, Notícias de Rondônia e Região NA ÉPOCA EM QUE O NORMAL SERIA CONTRATAR, EM RONDÔNIA, O COMÉRCIO ESTÁ DEMITINDO
17/11/2014 - 19:06 - ( Economia )

As justificativas variam desde a queda das vendas aos altos impostos. O fato é que, nesse e no próximo mês, época de plena contratação, em Rondônia o comércio está demitindo. E a constatação nem precisou de estudo, foi confirmada pelos próprios empresários.

Para discutir a questão, ou pelo menos um ponto dela, empresários de Ji-Paraná vão aproveitar a presença dos deputados estaduais na região, durante a sessão itinerante da Assembleia Legislativa que acontece nesta quinta-feira (20), para falar de impostos e tributos que, na opinião dos empresários, são “empurradas goela abaixo, sem discussão com o setor”. 


 Contratações serão menores no comércio neste final de ano, apontam empresários - Foto ilustrativa:Ag. Imagem News

Membros da Associação Comercial e Industrial de Ji-Paraná (Acijip), já se adiantaram levaram as reclamações ao presidente do legislativo, deputado Hermínio Coelho. Os empresários elencaram vários tópicos, mas priorizaram a fiscalização da substituição tributária e a política de incentivo às novas empresas.

Sobre as demissões, os empresários alegam que por conta dos custos, que são agravados pelos altos impostos, em Ji-Paraná, o comércio está demitindo a uma taxa de 10% no período em que o normal seria as novas contratações. Um dos empresários disse que sua empresa deveria estar contratando cerca de 30 funcionários, mas por conta das contensões de despesas, vai selecionar no máximo dez.

Hermínio Coelho se dispôs a convidar autoridades do governo, não só da área tributária, como também dos setores da saúde e da educação, para aproveitar a oportunidade e debater os problemas diretamente com as pessoas. “Às vezes temos tido divergências com este governo muito mais pela falta de diálogo. Acredito que é preciso discutir mais com os setores para evitar equívocos e corrigir distorções”, disse Hermínio.

Segundo o parlamentar, falta efetiva fiscalização do regime de substituição tributária, o que, segundo os empresários estimula o surgimento de empresas laranja, dando origem à concorrência desleal. “Esse regime consiste, basicamente, na cobrança do imposto devido em operações subsequentes, ou seja, antes da saída ou circulação da mercadoria, o imposto deve ser retido e recolhido”, diz Hermínio.

"A substituição tributária é quando o Estado cobra o imposto da venda do comerciante antes, ou seja, no momento em que a mercadoria sai da indústria", explica o juiz José Roberto Rosa, do Tribunal de Impostos e Taxas (TIT) do Estado de São Paulo.

Fonte : ImagemNews    Autor : ImagemNews

 
 
Nome :
E-mail :
Comentários :

 

Digite o código ao lado :
Code Image - Please contact webmaster if you have problems seeing this image code Mostrar outro código

 

 
Existem ( 0 ) Comentário(s)

 
 
Nome :

E-mail* :

Cadastrar Remover


Nosso Telefone : (69) 3229-0355 / (69) 8402-4833 E-mail : [email protected]
Endereço: R. Joaquim Nabuco, 2507 sala 16 Bairro: centro Cidade : Porto Velho - Rondônia