Rondônia, segunda-feira, 10 de dezembro de 2018
 
 

USINA JIRAU REALIZA PRIMEIRA DESPESCA EXPERIMENTAL DO PLANO DE MANEJO DE PIRARUCU | Imagemnews.com.br Agência Imagemnews - Jornal Eletrônico, Notícias de Rondônia e Região USINA JIRAU REALIZA PRIMEIRA DESPESCA EXPERIMENTAL DO PLANO DE MANEJO DE PIRARUCU
20/11/2015 - 21:29 - ( Economia )
 

Manejo foi realizado em ambiente natural no município de Guajará Mirim

A Energia Sustentável do Brasil(ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica Jirau, realizou a primeiraDespesca Experimental do Plano de Manejo de Pirarucu, no período de 03 a 31 deoutubro.

A ação faz parte do Programa deMonitoramento e Apoio à Atividade Pesqueira, desenvolvido pela empresa, e foirealizada na região de lagos de Corte de Mercedes, localizado às margens do rioMamoré em Guajará-Mirim. Entre os objetivos, estão a promoção e o incentivo dedesenvolvimento para a região.

O plano de manejo contempla ospescadores profissionais artesanais da Colônia Z-2 de Guajará-Mirim. Até então,a atividade de pesca do pirarucu nativo (Arapaima gigas) era proibida, a liberaçãopara os pescadores da área de influência da Usina Jirau está amparada na Lei nº3.568, de 10 de junho de 2015.

E a aprovação do manejo foirealizada com base nos estudos realizados desde 2013 pela Arcadis Logos S.A.,contratada para a execução do Suprograma de Apoio à Atividade Pesqueira doempreendimento hidrelétrico.

De acordo com o gerente de MeioAmbiente e Socioeconomia da ESBR, Veríssimo Neto, para a realização daatividade, a empresa se empenhou em conseguir junto à Secretaria de Estado doDesenvolvimento Ambiental, Ministério de Pesca e Aquicultura e ao InstitutoBrasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, as devidas autorizaçõespara que o Plano de Manejo fosse possível.

“A região de Corte de Mercedes temum valor muito importante para a conservação e sustentabilidade pesqueira. Issoé um grande avanço, que deverá servir de base para a regulamentação da pesca dopirarucu em Rondônia”, destaca.

A primeira despesca experimentalcontou com a presença de equipes técnicas de órgãos ambientais, pescadores daColônia Z-2, ESBR e do consultor técnico Marcelo Crossa, que possui vastaexperiência na área de Dinâmica Populacional e Manejo Adaptativo da RegiãoAmazônica. Ainda participaram, pescadores do município de Manoel Urbano, doAcre, pois o estado é referência nesse tipo de atividade.

O pirarucu tem tamanho mínimo de1,50m, a carne é salgada, seca e embalada para a comercialização no própriomunicípio de Guajará Mirim. O grupo de pescadores envolvido no Manejo doPirarucu foi autorizado a capturar até 250 unidades, conforme previsto naAutorização de Despesca (Autorização Especial N° 01/2015).


Fonte : ImagemNews.com.br    Autor : ASSESSORIA

 
 
Nome :
E-mail :
Comentários :

 

Digite o código ao lado :
Code Image - Please contact webmaster if you have problems seeing this image code Mostrar outro código

 

 
Existem ( 0 ) Comentário(s)

 
 
Nome :

E-mail* :

Cadastrar Remover


Nosso Telefone : (69) 3229-0355 / (69) 8402-4833 E-mail : [email protected]
Endereço: R. Joaquim Nabuco, 2507 sala 16 Bairro: centro Cidade : Porto Velho - Rondônia